JE SUIS L’ÉTAT

  

Estamos a dois dias do segundo turno da eleição na França. Pra muitos, algo sequer sabido. O que certamente, mostra o nosso descaso geopolítico internacional, e nos credencia definitivamente ao caos em que nos encontramos. 

A imprensa continua fazendo o seu papel de sempre. Marine Le Pen continua sendo exposta como uma candidata de extrema-direita, enquanto o socialista Emmanuel Macron (um Collor Francês) é inflado como salvador da pátria e centrista, mesmo tendo sido ministro do governo de Hollande e filiado ao partido socialista.

Penso que o caminho polarizado e acima de tudo mal informado em que nos encontramos, via imprensa radical esquerdopata e militontos saídos da puberdade, pode ainda se afunilar digamos, vertiginosamente. 

Le Pen não é a candidata dos sonhos. Mas poderia dar um empurrão com tom positivo em alguns aspectos, entre eles, a saída da União Européia (ou ao menos, a votação do processo), além da questão de imigração. Certamente uma escolha infinitamente superior ao rival de extrema-esquerda.

Durante a campanha, muito se falou sobre a derrocada do viés de esquerda na França. O que nada mais é, do que o reflexo do que acontece em todo o mundo. Dez anos de insensatez socialista na terra dos jacobinos, foi o suficiente para um estrago significativo. E dificilmente, Le Pen ou o almofadinha da elite chique, vão colocar a turma da Torre Eiffel nos trilhos novamente, no que diz respeito ao aspecto financeiro.

Após um inflamadíssimo debate durante a semana, a imprensa francesa, que é um pouco mais cética e crítica, do que os jornalecos americanos e brazucas, dão um crescimento para Macron de 61% contra 39% de Marine. Mas uma coisa é certa; toda a mídia ainda tem bem fresco na memória o papelão das pesquisas eleitorais americanas. 

No intuito de evitar um novo efeito Trump, os asseclas de Soros e companhia, intensificam a jornada da mortadela e os resmungos, dessa vez com sotaque fresco e biquinho, além de cartazes, algazarra e peitos de fora.

A prova foi o vídeo gravado nesta quinta pelo bonachão e picareta (o Queniano com crença muçulmana mais americano do pedaço) Barak Obama, reforçando que Macron é o melhor para os Franceses. Provavelmente, assim como Hillary era pros Estados Unidos.

Manifestantes- e aqui eu sugiro ao dicionário Oxford uma mudança para vândalos-, que provocaram tumulto e desordem no primeiro turno, devem repetir a dose. Apesar de terem Balzac, Vitor Hugo em seu acervo linguístico, apontam para um direcionamento simplista em sua organização e vocabulário. Além do pensamento, é claro.

Para o movimento “feminista”, que tem a chance de ver uma mulher de pulso à frente do posto mais alto da França (pra não dizer da Europa) , resta apenas a incoerência, e a devoção absoluta à agenda e ideologia pautada em ódio e sua eterna luta de classes. 

Pra resumir, um post não seria suficiente para expor a complexidade e o entendimento do pensamento de direita Francês. O que torna as análises superficiais dos nossos eternos canais de notícias um imenso e mal fadado processo de desinformação e tiro no pé. Retóricas demonizadas, erros grosseiros, falta de profundidade e entendimento de todo o cabedal histórico francês, mesmo com um “super especialista” da vez (sempre um desconhecido desinformado da Usp) mostram não só o despreparo, como a autofagia unilateral jornalística, institucionalizada como processo ideológico de uma agenda, que no melhor dos cenários, nos empurrará sem delongas ao abismo cultural e moral do ocidente. 

Alluhk Akbah …

Contrariando a tudo e a todos ( leia-se a burrice e o dinheiro de Soros); “Je suis Le pen”.

Luis Maldonalle

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s