O Vale das Lágrimas 

  
Longe de mim querer cortar o seu barato dramático, mas o mundo, pelo menos da maneira como o conhecemos, não vai acabar.
 Há uma boa chance, que mesmo alheio a acontecimentos de vital importância no cenário geopolitico mundial, você seja a marionete na ponta de uma das cordas. Cá entre nós, novidade zero. Porém, Isso explicaria a sua total falta de ação e entendimento quase sempre quando eventos de proporções gigantescas veem à tona. 
Primeiro, vem o politicamente correto como mais uma “invenção da roda”, colocando qualquer coisa que se posicione ao contrário como obstáculo. E isso não aconteceria em hipótese alguma, sem a sua ajuda. E ajuda aqui, entenda como o simples fato de não fazer nada. E nisso você é realmente muito bom, né?
Segundo, que a conversa toda resume-se em uma guerra cultural. E lá atrás, refutado de forma brilhante e até incansavelmente, o idiota mor de toda a operação, que aqui deveria ser tachado de uma simples criança chorona, o alemão barbudo sustentado pela mulher, viu seu secto de canalhas mudarem os rumos do discurso. E assim, a economia, seus planos e toda a ladainha sem fim de Karl “equivocado” Marx contra o capitalismo, deu lugar a uma guerra cultural. 
Pense bem, um bando de jovens se achando no direito de mudar o mundo, ou se é que isso é possível, transformá-lo em um lugar melhor (apesar do sangue e violência). Isso, mesmo depois de covardes escondidos embaixo de teses e resmungos filosóficos terem falhado miseravelmente.
 O mundo, meu caro, independente do seu desejo “hormonal” de revolução (espinha/gênero) e sangue, vem mudando por si só. Mas com certeza, embuído em manifestações sem sentido, no seu puro afã de ser notado, dificilmente você saberia a diferença entre classicismo e expressionismo. Ah, sejamos francos, talvez você não saiba a diferença entre Agepê e Slayer. Assim como eu aposto, você dependeria do deus Google pra saber onde diabos fica a Síria. 
Da marcha das vadias até o direito de ser um maconhêro profissional com tutela do Estado, isso sem mencionar o “xixizinho” astral com seu miguxo traveco num banheiro Trans, o jovem, idiotizado como minoria em um embuste ideológico, vem fazendo o papel perfeito de ingênuo decerebrado peão da primeira fila. E, se vai continuar sendo usado dessa forma, que tal ao menos com uma boa canção? Eu sugiro, “Only the good die young”, o velho Iron (pra comemorar o Brexit) no talo. 
Antes de dar uma de analista político nas redes, apontando os pormenores no ataque à Síria (google neles) sobretudo se você rumina as informações unilaterais via Globo News, Estadão, Veja, Jornal Nacional e coisas do tipo, não seria má ideia se informar corretamente. Afinal, até ontem você não sabia que o Che Guevara e companhia eram escrotos assassinos, além de homofóbicos. 

O vermelho que outrora incendiou paixões, e foi tema de operetas, textos e poemas passionais no século XIX, e acabou borrado em estandartes criminosos brandindo ódio e violência, hoje estampa a burrice juvenil. 
Pra você que tem um pouco mais de culhão (o que nesse caso não diz muita coisa), ou acaba de ser “ungido” com o primeiro pentelho debaixo do braço, convém sugerir que a Venezuela não é assim tão longe. E lá, provavelmente seus brados e vômitos impacientes, do alto de sua juvenília bocó, fariam mais efeito. Sabe o que dizem; grandes conquistas, grandes riscos. 
Aliás, parabéns pelo pentelho! Vai ficar ótimo com seu “hijab” fashion.
A minha dica pra você e aos líderes frouxos de uma Europa efeminada e sem pulso, é, não retesar o pescoço. Isso pode dificultar que sua cabeça seja decepada em um único golpe pela espada do Islã. 

Luis Maldonalle

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s